Design for a Better World Award 2022

Arquitetura, Construção e Cidades

dfbw22_premiados51

Zoe. Benefícios Sustentáveis
Zoe e Agência Plug

Um cartão de benefícios flexíveis que se propõe a ajudar o meio ambiente com reciclagem, reflorestamento e preservação. O cartão Zoe é feito de plástico reciclado e com tinta à base d’água. Toda a cadeia de produção e entrega é compensada pela marca, por meio de projetos ambientais. Com uma interface leve, fácil e acessível e foco em informações objetivas, a linguagem é voltada para as gerações millennials e Z. A solução ajuda empresas na conscientização de seus colaboradores em uma mudança de hábitos de uma maneira fácil, prática e descomplicada, tornando a empresa mais consciente e apoiando projetos de preservação certificados.
dfbw22_premiados38

Plus Codes – Endereços digitais em Paraisópolis (SP)
americanas s.a.

Facilitar o acesso de moradores da favela de Paraisópolis, em São Paulo-SP, a diferentes serviços e otimizar a jornada de entregadores. Esses foram os principais objetivos do projeto Plus Codes, que cria endereços digitais em qualquer lugar do mundo, mesmo em locais onde não existem estradas ou vias. Com o endereço digital, os moradores da comunidade podem ter acesso a serviços básicos, como cadastro em postos de saúde, entregas de correspondência, serviços de eletricidade, saneamento e recebimento de produtos de e-commerce. No aplicativo de entregas da Americanas S.A. foi incluída a opção de navegação por rotas, que são orientadas pelos Plus Codes informados pelos clientes no ato da compra, sugerindo o caminho mais adequado. O projeto contribui para o ODS 10 da Agenda 2030 da ONU, focando na redução das desigualdades.
dfbw22_premiados17

Espaços pedagógicos sustentáveis: transformando o futuro do planeta e da educação
Grupo Boticário e Fundação Grupo Boticário, através do Programa de logística reversa Boti Recicla

Visando promover a educação e conscientização ambiental entre as novas gerações, esta iniciativa de sustentabilidade constrói espaços pedagógicos educacionais nas escolas públicas do país. Para isso, lança mão do plástico reciclado de embalagens descartadas pelo programa de logística reversa do Grupo Boticário. Como resultado, os espaços escolares criados são compostos por até três toneladas de plástico reciclado, equivalente a aproximadamente 60 mil garrafas PET, contribuindo para o fortalecimento da economia circular e o engajamento da sociedade. O projeto beneficia escolas em cidades de todas as regiões do país e impacta a educação de mais de cinco mil crianças.
dfbw22_premiados47

UMU – Utilitário Modular Urbano
Marcos Bernstein Scorzelli

Com o propósito de estimular e conscientizar as pessoas para a questão dos resíduos em grandes eventos por meio de um produto que é um utilitário modular urbano projetado 100% em celulose, UMU é um projeto de coleta de resíduos sustentável que facilita a operação em eventos de qualquer porte. Ao término do uso, o utilitário também vai para reciclagem. Seu design é lúdico, o que estimula as pessoas a observarem com mais cuidado a questão dos resíduos.
dfbw22_premiados27

Laboratório de Lugar
Bella Torquato

Um espaço de pesquisa das tecnologias locais, com experimentação e desenvolvimento da criatividade para conexão com o contemporâneo, valorizando a identidade e o patrimônio cultural das pequenas cidades da Área de Proteção Ambiental da Baleia Franca, uma unidade de conservação federal localizada no litoral sul de Santa Catarina. Laboratório de Lugar é uma iniciativa que propõe soluções para (re)conexão com o com o lugar onde se vive. O Laboratório de Lugar se propõe a valorizar o que vem de dentro, com criatividade, poesia e ludicidade, atuando também com o turismo criativo. A partir da abertura de um ambiente acolhedor, uma rede entre mulheres é fortalecida. Dentro dos projetos, ocorrem oportunidades de revezar suporte, promover trocas, demandar políticas públicas, mapear atores culturais, fazer alianças e facilitar parcerias entre mulheres.
dfbw22_premiados16

 Escolas Comunitárias do Rio Negro
Atelier Marko Brajovic, Fundação Almerinda Malaquias, Expedição Katerre e Prefeitura Municipal de Novo Airão

A região norte contém os piores indicativos de educação do país. Em muitos casos, a distância entre as comunidades faz com que o acesso às poucas escolas existentes seja muito difícil. O projeto arquitetônico das Escolas Comunitárias do Rio Negro faz parte do Projeto Educação Ribeirinha para o fortalecimento da educação básica nas comunidades de Novo Airão, Amazonas, e nasceu como uma resposta para essa necessidade local. O projeto tem a iniciativa de construir escolas eficientes, locais, sustentáveis e coletivas – focando na educação dos povos indígenas, ribeirinhos e quilombolas da floresta. A arquitetura é baseada nas tipologias arquitetônicas tradicionais da floresta, com construções feitas com mão de obra da própria comunidade,   ajudando a economia local. O projeto tem iniciativa da Fundação Almerinda Malaquias e pretende construir escolas em mais de 50 comunidades e impactar mais de 6 mil pessoas ribeirinhas na região do Rio Negro.

Design Gráfico, Design Digital, UX, UI e Comunicação

dfbw22_premiados28

Legal Design aplicado a contrato com tribo indígena
Bits Academy, Biofix e VRA Advogados

Como negociar um contrato de crédito de carbono com uma população de origem e cultura completamente diferentes? Este projeto de Legal Design aplicado ao Contrato se utilizou de recursos de design da informação e experiência do usuário para facilitar a compreensão e derrubar barreiras na comunicação com a tribo indígena Iny Karajá. O processo envolveu uma imersão na tribo, onde foram verificadas as preferências dos indígenas. Em seguida, foi criado um layout com aplicação de ícones e fluxogramas, analisado como interpretavam o design proposto no documento, e realizada uma pesquisa sobre a língua Karajá para aplicá-la ao contrato.  Ao final, foi criado um documento que gerou a empatia da tribo. É o design de encontro aos direitos humanos.
dfbw22_premiados50

Western Hemisphere Anti-Corruption Index
Café.art.br e John Jay College of Criminal Justice (City University of New York).

Uma plataforma de visualização interativa de dados que fornece informações abrangentes sobre a implementação de convenções anticorrupção no hemisfério oeste, e oferece orientações a governos para fortalecer a ação anticorrupção. Concebida para o uso de governos, sociedade civil, academia e setor privado, a ferramenta inovadora permite que os usuários identifiquem comparativamente as lacunas na aplicação das medidas recomendadas pelas convenções anticorrupção, bem como as condições específicas de cada país que influenciam seu desempenho.
A natureza comparativa do design do WHACI permite que os usuários identifiquem as melhores práticas e limitações em escalas nacionais e regionais, que ilustram uma visão abrangente das áreas prioritárias para reformar e incentivar ações concretas contra a corrupção.
dfbw22_premiados49

Visita Virtual Fazenda Bom Jardim e Gruta do Ballet
Agência de Iniciativas Cidadãs, Cimento Nacional e Secretaria de Estado de Cultura e Turismo de MG

Por meio de um website criado com elementos de UX, UI e focado em acessibilidade, pessoas de qualquer lugar do Brasil e do mundo todo já podem conhecer virtualmente a Fazenda Bom Jardim e a Gruta do Ballet, declarados como patrimônios históricos e arqueológicos de Matozinhos, na região Metropolitana de Belo Horizonte. O passeio propõe um percurso com imagens aéreas e 360º, recursos interativos e conteúdos em diferentes formatos, inclusive em libras e com audiodescrição. O projeto responde de forma inovadora à demandas recorrentes da área de preservação e difusão dos patrimônios naturais, históricos, arqueológicos e culturais do país. O percurso passa por sete pontos de interesse e é guiado por três personagens lúdicos, interativos e inspirados na história brasileira: Inâe, Babuca e Luzia. A visita já recebeu, até o momento, 50 mil usuários.
dfbw22_premiados46

Uma Linda História
Izadora Merlo do Canto e UFRGS

Com o objetivo de contribuir na educação inclusiva por meio de um livro acessível à crianças com necessidades complexas de comunicação – como autistas e crianças com paralisia cerebral – o livro infantil Uma Linda História traz como tema a adoção de animais abandonados, focando em como a atitude influencia positivamente as vida dos adotantes e dos adotados. Para as crianças que possuem mobilidade reduzida, o livro tem uma estrutura com acabamentos que auxiliam o manuseio e o tornam mais resistente. Para aquelas com dificuldades cognitivas, usa recursos gráficos e de Comunicação Alternativa, como escrita simples e com símbolos pictográficos de comunicação, fonte ampliada, ilustrações simplificadas e paleta de cores distinguindo momentos bons e ruins. Uma história linda – e para todos.
dfbw22_premiados43

Revista Ibi: a revista sustentável
Amy Nagasawa Maitland

Como apresentar às crianças conceitos como sustentabilidade e inclusão, mas sem deixar de lado elementos lúdicos? A Revista Ibi é um projeto bilíngue, com áudio descrição, linguagem neutra e que aposta na diversidade de seus personagens para ensinar valores como a inclusão. Há personagens em cadeira de rodas, pretos, brancos ou agêneros – como é o caso de Ibi, mascote que dá nome ao projeto. Trata-se de uma produção independente, 100% digital e com o propósito de ajudar crianças no entendimento de como podem contribuir para um mundo melhor.  Ilustrações e jogos complementam o conteúdo.
dfbw22_premiados33

 Narrativas Ancestrais, Presente do Futuro
Disarme Grafico e Amoreira Comunicação

Este projeto revela as diferentes visões da população brasileira acerca dos povos indígenas. Para isso, contou com ampla análise documental, 350 entrevistas com diferentes segmentos da sociedade brasileira, desde lideranças indígenas até eleitores de perfil conservador. Os resultados desse estudo são agora apresentados por meio de um design que proporciona representatividade ao valorizar e destacar narrativas indígenas, se apropriando de uma arte nativa como elemento central do projeto de comunicação visual. A interface permite a leitores, ativistas, jornalistas, pesquisadores e líderes comunitários uma experiência confortável, fluida e com controle do fluxo da leitura por meio de um sumário de capítulos.
dfbw22_premiados34

O Circo -Livro multissensorial voltado para crianças sem visão e com baixa visão
Nexo Design e Editora Insight

Você sabia que apenas 5% dos livros no mundo são transcritos para o Braille? O Circo é um livro multissensorial que nasceu com o objetivo de trazer mais inclusão à população com deficiência visual. O projeto vai além da simples transposição de imagens e aposta em elementos interativos, como pop-ups, objetos 3D e texturas, tornando-se um livro brinquedo. Assim, oferece uma literatura inclusiva e que proporciona uma interação maior entre as crianças. A história foi criada em parceria com Marilza Conceição, escritora de livros infantis e infantojuvenis.
dfbw22_premiados32

Mapeamento Boas Práticas em Gênero e Raça no Ensino da Língua Inglesa
Disarme Grafico e British Council

O Mapeamento é um projeto inédito que contou com a participação de dez professores de inglês de todas as regiões do Brasil, visando conhecer as boas práticas em gênero e raça em sala de aula. A partir de recursos como oficinas, cursos de extensão, festivais, exposições, artes e memes, os professores discutem em sala temas como racismo, representatividade de pessoas negras, machismo, sexualidade, saúde, violência contra a mulher, entre outros.  É voltado, prioritariamente, para professores de inglês da rede pública de ensino no Brasil. Sendo assim, o principal objetivo do design foi valorizar as experiências e relatos dos docentes entrevistados em todas as peças de comunicação do estudo. O material de comunicação foi projetado para o ambiente digital, a fim de ser amplamente difundido em escala nacional.
dfbw22_premiados31

Mapa dos Conflitos
Agência Pública, Comissão Pastoral da Terra, Café.art.br e Disarme Gráfico.

O Mapa dos Conflitos é um projeto de jornalismo investigativo que dá visibilidade a dados sobre uma década de conflitos na Amazônia Legal – região com mais de 5 milhões de km². A área inclui os estados do Amazonas, Roraima, Rondônia, Pará, Amapá, Acre, Tocantins, Mato Grosso e parte do Maranhão. É na Amazônia Legal que se concentraram 55% dos conflitos no campo entre os anos de 2011 e 2020. Por meio do design, o projeto acessibiliza importantes dados que deixam explícita para a população a degradação socioambiental decorrente da negligência política, e se coloca como uma ferramenta à disposição de ativistas e profissionais que atuam nesse contexto.
dfbw22_premiados22

Global Organized Crime Index
The Global Initiative Against Transnational Organized Crime e Café.art.br.

Por meio de design inovador, responsivo e focado no usuário, a Global Organized Crime Index dá insumos para que governos possam desenvolver melhores políticas públicas sobre crime organizado. A visualização interativa de dados permite detalhamentos completos, possibilita comparar dados geográficos e, substantivamente, exibir correlações para qualquer país, região e continente – o que é fundamental para a identificação de tendências. O projeto piloto foi desenvolvido pelas equipes do GI-TOC, ISS África e INTERPOL. O Índice baseia-se em dados de 193 países e é sustentado por mais de 400 avaliações de especialistas do mundo.
dfbw22_premiados21

Global Drug Policy Index
International Drug Policy Consortium, Global Drug Policy Observatory (Swansea University) e Café.art.br.

Dados são importantes, mas para melhor compreendê-los, às vezes, é preciso ir muito além dos números. É o que fez o Global Drug Policy Index, projeto que, por saber que as políticas de drogas são sobre pessoas, selecionou histórias humanas, dando voz a quem é impactado por elas, traduzindo o que os números nem sempre conseguem. É uma ferramenta interativa que documenta, mede e compara as políticas de drogas em diferentes países, mostrando o quanto suas políticas de drogas estão alinhadas com os princípios de direitos humanos, saúde e desenvolvimento da ONU. Ao todo, são 75 indicadores abrangendo 5 dimensões que vão de justiça criminal à saúde e redução de danos.
dfbw22_premiados20

Global Assassination Monitor
The Global Initiative Against Transnational Organized Crime e Café.art.br.

Chico Mendes, Marielle Franco, Zezico Guajajara. Essas figuras emblemáticas têm um triste fator em comum: o assassinato político. A iniciativa Global Assassinations Monitor surge, então, como uma plataforma de visualização interativa de dados para monitorar assassinatos políticos em escala global. O projeto inclui mais de 2.700 casos de assassinatos e tentativas de assassinato relatados na mídia, e os dados coletados ajudam a entender como esse fenômeno afeta gravemente o tecido social das comunidades ao redor do mundo. A ideia é que a solução forneça insumos para apoiar governos, entidades e comunidades. Um mapa ajuda a visualizar dados e permite ao usuário analisar tendências usando filtros com base no motivo, grupo-alvo, gênero, método, resultado, país e data.
dfbw22_premiados11

Cova Medida
Repórter Brasil, Café.art.br e Disarme Gráfico.

“Não é cova grande, é cova medida. É a terra que querias ver dividida”. O especial multimídia Cova Medida traz informações do relatório Conflitos no Campo Brasil, publicado anualmente pela Comissão Pastoral da Terra, e conta histórias das vítimas de disputas por território. Fruto de uma profunda investigação jornalística, o projeto imersivo se utiliza de recursos variados, como som, ilustrações, transições e animações, para que o leitor possa conhecer a fundo esta realidade – seja navegando pelos perfis das vítimas, lendo as reportagens ou escutando o podcast. Para isso, usa referências do próprio ambiente onde os crimes foram cometidos: a área rural do país, com tons e texturas de terra, mapas das localidades dos assassinatos, tipografias manuais e áudios originais dos familiares das vítimas.
dfbw22_premiados15

Engolindo Fumaça
Infoamazonia, Universidade Federal do Acre, Fiocruz e Café.art.br.

Por meio de um excelente design, o especial multimídia Engolindo Fumaça visa comunicar a um público diverso, que vai de especialistas à pessoas leigas,  a relação entre incêndios florestais e o agravamento da covid-19 e Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) na população amazônica. Por meio de gráficos interativos, efeitos visuais, cores e escolhas tipográficas que guiam o usuário, os leitores conseguem facilmente interpretar os dados que evidenciam o modo como as questões ambientais e de saúde pública estão intimamente ligadas. Para isso, o projeto de jornalismo de dados de Leandro Pitta Amorim da Motta foi extenso, mas passou por duas principais etapas: geoprocessamento e modelagem estatística.

Conceito

dfbw22_premiados44

Self Reliance for the Persecuted
The design village

A insegurança alimentar e a má nutrição afetam muitas comunidades no mundo todo. O projeto Self Reliance for the Persecuted é uma solução de design de sistema que ajuda um assentamento de 100 famílias Rohingya – uma minoria muçulmana e apátrida de Mianmar – que residem em favelas em Nova Délhi, na Índia. A comunidade vive sem saneamento, acesso a estradas, sistemas de esgoto ou drenagem e com pouco acesso à nutrição. O projeto visa então incutir segurança alimentar e restaurar a identidade perdida dos refugiados Rohingya, considerados a minoria mais perseguida do mundo, por motivos étnicos e religiosos. Com isso em mente, foi implementado um mecanismo autossustentável e focado no desenvolvimento da identidade da comunidade.
dfbw22_premiados39

Polinós
Gustavo Alves Machado
Andre Luis Vieira
Arthur Siviero da Silva
Vitoria Abdalla Pina Jordão

Levar a educação sobre política ao público jovem é o objetivo do Polinós, um projeto de plataforma digital com abordagem acessível, linguagem simplificada e conteúdos que abordam desde conceitos básicos até os mais complexos. A iniciativa surgiu para trazer uma opção de que fugisse da linguagem inacessível e da alta complexidade dos meios tradicionais – o que acarreta no desinteresse e distanciamento desse público em relação ao tema. Polinós, surge, então, como uma forma de integrar os jovens aos conceitos de cidadania. Para isso, foi desenvolvido um site com divisões em jornadas e em etapas para cada assunto abordado. Foram criados também cards ilustrados que integram o conteúdo textual a uma composição visual, instigando o usuário a aprender e tornando a leitura mais interessante, dando enfoque às mais diversas áreas da política.
dfbw22_premiados2

Aplicativo Moobe: Cidades acessíveis
Kelven Carvalho e Noelle Atkienson Ornelas – IFSC

Viver plenamente uma cidade, desbravando suas opções de lazer, turismo e esporte deveria ser um direito de todos. Pensando nisso, o aplicativo Moobe foi idealizado para ser uma experiência completa de acessibilidade nas cidades, promovendo o acesso para Pessoas com Deficiência (PcDs). O aplicativo disponibiliza informações sobre os locais que oferecem uma infraestrutura adequada e acessível – como praias, restaurantes, espaços culturais – além de compartilhar, por meio da integração com o transporte público, a rota acessível até esses locais, por um mapa interativo e um sistema guiado por voz. Outros recursos, como as formas dos botões, que possuem área mínima de toque, tamanho de fonte acessível e alt-text nas imagens também foram pensados para facilitar a navegação para o maior número de pessoas.
dfbw22_premiados8

 Cobé
Monyke Ruppel, Bruno Cidade, Letícia Fernandes, Karen Beatriz, Luísa Comelli, Vinicius Canaan, Pedro Abreu, Rodrigo Mendes, Fernando Lara, Lucas Alves e Sara Cavalcante.

A palavra Cobé significa “a maneira como se vive”. Foi também o nome escolhido para esta agência de turismo comunitário, que foca nas regiões rurais do Norte e Nordeste do Brasil, com o objetivo de valorizar a tradição local, retirar comunidades rurais da invisibilidade, honrar e preservar os territórios brasileiros e prestigiar produtores artesanais. Nesta solução de design de serviço, são realizadas as vendas dos pacotes de viagem por meio de um site, bem como do aplicativo da Cobé. O app conta com um espaço de informações e histórias das comunidades parceiras, diário de viagem para compartilhamento de experiências e um espaço para registro de viagens do usuário. O projeto focou não apenas em vender os pacotes, mas também em trabalhar na busca e preparação das comunidades para a atividade turística – treinando-as e incluindo-as em projetos de turismo sustentável.
dfbw22_premiados48

VASSA – Vaso Sanitário Sem Água
MJA Arquitetura, Jodi Tecnologias e LINDS Design Industrial

Tratar os dejetos na origem, compactando os resíduos por micro-ondas e sem usar água. Transformar a matéria orgânica residual em adubo, preservando o nitrogênio, potássio e fósforo. Essa é a proposta do projeto VASSA, uma solução que visa minimizar o impacto ambiental do mau uso de um bem tão precioso: a água, ao mesmo tempo em que oferece uma possível alternativa aos desafios do saneamento básico. Afinal, mais de 4,2 bilhões de pessoas no mundo não possuem acesso a esse recurso, segundo a ONU. O VASSA pode ser facilmente instalado em qualquer ambiente que possua uma tomada simples. Além de disruptiva, a inovação representa uma quebra de paradigma ao permitir que os resíduos sejam vistos com outro olha

Design

dfbw22_premiados45

Sistema Banco de Resíduos Têxteis – BRT
UEL, Grupo de Pesquisa DeSIn, Cooperativa de materiais recicláveis e SIVEPAR

O Banco de Resíduos Têxteis é um sistema de logística reversa para resíduos têxteis industriais e pós-consumo que, sob os princípios da economia circular, visa dar a destinação correta para quase nove mil toneladas de resíduos de tecidos que são descartados anualmente no aterro sanitário de Londrina. O Sistema concentra segmentos de clientes como tecelões, empresas de estofamento, artesãos, brechós, indústrias têxteis e de confecção da comunidade de Londrina e região. A iniciativa é pioneira no país para o processamento de materiais têxteis, em especial, os de pós-consumo – e promove a sustentabilidade social, gerando trabalho e renda.
dfbw22_premiados42

Repacking embalagem e implementação de refilagem para perfumaria de O Boticário
Grupo Boticário

O repacking da embalagem do perfume Arbo, de O Boticário, foi realizado com objetivo de tornar o produto muito mais sustentável. O projeto contou com redesign do frasco, inserção de rosca para remoção da válvula, e criação de refil com baixo impacto ambiental e alto potencial de reciclagem. No refil foi utilizado um dispositivo de dosagem inédito, que evita vazamento e desperdício, composto por alumínio, borracha e polipropileno, que são materiais com fácil desmontagem e alto índice de reciclabilidade na cadeia. Por fim, possui um selo de inviolabilidade e dispensa o uso de cartucho. A refilagem do produto pode ser feita em casa, unindo inovação, sustentabilidade e praticidade. Essa reutilização do frasco, através da refilagem, evita a recompra e o descarte de toneladas de embalagens, reduzindo em até 89% a quantidade de resíduos em comparação à compra de produto a ser descartada no meio ambiente.
dfbw22_premiados41

Relva
Bruno Luvizzutto, Gisela Oliveira, Isabela Rodriguez, Isabela dos Santos, Matheus Gerard e Thiago Martins

Durante a pandemia do covid-19, as compras por e-commerce subiram em 98,74%, aumentando, consequentemente, o descarte de materiais como o plástico e o papelão. Relva, surge, então, como uma alternativa sustentável: é um sistema de bioembalagens para e-commerce, criadas a partir do papel de fibra de grama. De fácil extração, presente em grande quantidade em áreas urbanas e ainda pouco explorada, a fibra vegetal de grama surge como solução na produção de papel ecológico artesanal. O sistema é dividido em três linhas: Zeon (caixas), Esmeralda (envelopes) e Imperial (luvas protetoras).  Em comparação com as fibras naturais tradicionais, as fibras vegetais apresentam como principais vantagens o baixo custo, a baixa massa volúmica, a capacidade de absorção de dióxido de carbono do meio-ambiente, a biodegradabilidade e a renovabilidade.
dfbw22_premiados40

Produtos de limpeza biodegradáveis em refil concentrado
Desembala

Esta linha completa de produtos de limpeza biodegradáveis é sustentável desde sua concepção: além de não utilizar água na fabricação e de diminuir drasticamente a pegada de carbono pela redução do volume e peso no transporte, evita o descarte de mais de 3 toneladas de lixo plástico no meio ambiente, uma vez que elimina a necessidade do plástico de uso único nos produtos. Todos os sachês são super concentrados, biodegradáveis com formulações que permitem alta escalabilidade e excelente custo benefício. É uma solução pioneira, que elimina a necessidade de logística reversa para embalagens plásticas, com um produto em refil que se desfaz completamente na água.
dfbw22_premiados30

Manii Plus Size
ARBO design

Manii Plus Size é uma plataforma digital que conecta consumidores plus size e marcas especializadas. A solução veio para resolver um problema incômodo: não há padronização nas tabelas de graduação para corpos grandes, confundindo e trazendo insatisfação. O usuário pode inserir suas medidas no app. Paralelamente, a marca, por meio de consultoria de modelistas da plataforma, adequa sua modelagem, criando tabelas de medidas próprias, fechando assim o ciclo do processo. Desta maneira, o design de serviço viabilizou um novo modelo de negócio que busca atender a demanda dos usuários. Assim também se expande o mercado para as marcas de moda, oferecendo uma experiência personalizada e única de compra com acesso ao produto desejado com confiança.
dfbw22_premiados37

Olinda Além do Olhar
Id Inclusão Design, Janela Gestão de Projetos, Proacessi Consultoria, Casa do Braille, Com Acessibilidades, Centro Suvag de Pernambuco, Fundarpe-PE, Iphan, Arquidiocese de Olinda e Recife.

Acessibilizar o entendimento de monumentos que fazem parte de nossa história, utilizando, para isso, o design como ferramenta facilitadora. Sob a perspectiva da compreensão inclusiva, o Olinda Além do Olhar possibilita o acesso de pessoas cegas ou com baixa visão a importantes marcos do patrimônio histórico de Olinda – PE. Para isso, foram adotados recursos como ergonomia, Braille, Libras, caracteres ampliados, relevos táteis, QR codes e audiodescrição – tudo para uma abordagem inclusiva – e  em benefício da universalização da informação. Foram contempladas as seis principais igrejas de Olinda: Carmo, Catedral da Sé, São Francisco, Misericórdia, Amparo e São Bento. O projeto é de Giovana de Gouvea Caldas.
dfbw22_premiados36

O primeiro exame de hemograma completo point of care testing do mundo
Hi Technologies

Uma coleta de sangue muito menos invasiva, feita a partir de apenas um furinho na ponta dos dedos, e com o resultado em dois minutos. Essa é a premissa do Hilab Lens, o primeiro exame de hemograma completo point-of-care testing do mundo, que proporciona mais conforto ao paciente. Seu design simples, amigável e portátil foi pensado para se aproximar fisicamente do paciente e oferecer uma experiência tecnológica e humanizada e velocidade na entrega dos resultados. O público-alvo são os pacientes oncológicos em tratamentos quimioterápicos e que têm uma maior dificuldade na hora de realizar exames de sangue. Um hemograma que pode ser realizado no próprio local de cuidado abre uma série de vantagens para acelerar diagnósticos e diminuir o número de deslocamentos.
dfbw22_premiados35

O menor e mais rápido dispositivo de biologia molecular
Hi Technologies

Durante a pandemia do covid-19, o mercado de saúde tinha um grande gargalo diagnóstico: o tempo de espera pelos resultados era longo, o que prejudicava as estratégias de prevenção do vírus. Com o propósito de mudar esse cenário, o exame de PCR realizado com o dispositivo Hilab Molecular – um dispositivo de biologia molecular com resultados rápidos – permitiu que o tempo de espera desses resultados caísse para 60 minutos. Os resultados dos exames são analisados de forma remota, e os dados da amostra são enviados via internet para o laboratório central. O design do dispositivo foi desenvolvido para transmitir leveza e simplicidade. Em 2020 foram testados mais de 6 milhões de pessoas em mais de 1000 cidades diferentes. Agilidade no diagnóstico e diminuição das desigualdades no acesso à saúde.
dfbw22_premiados29

Linha Ozônio
DOCOL, FAMERP, Hospital e Maternidade de São José do Rio Preto, USP e Société Générale de Surveillance.

De acordo com dados das Nações Unidas de 2021, doenças transmitidas por alimentos contaminados causam 420 mil mortes por ano. Pensando nisso, os produtos da Linha Ozônio da Docol foram criados para promover segurança contra contaminações por microrganismos patogênicos, como bactérias, fungos e vírus, e também agentes químicos, como os agrotóxicos. Tratam-se de torneiras e monocomandos de cozinha que misturam gás ozônio no fluxo de água, pensados para locais com os maiores riscos de contaminação. A ação do ozônio não causa impacto ambiental, uma vez que utiliza o próprio oxigênio ambiente como matéria prima e retornando para o ambiente novamente como oxigênio após a ação de eliminação dos agentes nocivos à saúde.
dfbw22_premiados25

Instalação ṣiré (Xirê)
Greco Design, Gustavo Greco, CasaCor Minas, 62Pontos, Associação Brasileira dos Produtores de Mogno Africano, Grupo Armind, Nãna Guimarães, Sebrae.

Dança dos Orixás. Esse é o significado da palavra siré (Xiré), escolhida para batizar a instalação da Greco Design, composta por uma linha de 515 cobogós feitos de mogno africano e uma linha de gravuras que celebram conceitos como a africanidade existente no Brasil e a religiosidade cultural negra. A madeira utilizada atende a critérios de sustentabilidade por ser plantado para reposição de áreas degradadas ou em áreas de preservação ambiental e por gerar créditos de carbono. A iniciativa trata da transversalidade do design e do seu papel social, e conta com o apoio da tradicional casa de Candomblé de Angola, Nzo Jindanji Kuna Nkos. É o design como uma ferramenta para incluir, manifestar e reconhecer a influência negra na história brasileira.
dfbw22_premiados24

Huná – G.Tex
Giovanna Eggers Renck

Um biomaterial têxtil, sustentável e 100% brasileiro criado a partir da casca do guaraná – resíduo que normalmente é descartado. A ideia é ressignificar esse rejeito e transformá-lo em um modelo de negócio e em um produto que contribua para a sustentabilidade, além de gerar renda extra aos produtores de guaraná. Neste contexto, G.Tex é um protótipo de biomaterial da marca que está sendo idealizada. Com aspecto similar ao couro, é vegano e biodegradável, com baixo impacto ambiental. A proposta apoia-se no 12º Objetivo de Desenvolvimento Sustentável da ONU, ao oportunizar uma nova forma de produção e consumo responsável e consciente à sociedade e ao mercado.
dfbw22_premiados23

Hidreo
Produteca

A união entre a tecnologia e o design para a geração de energia limpa, com impacto positivo para o meio ambiente e sem risco de contaminação da água. Hidreo é uma microusina hidrelétrica de baixa vazão capaz de gerar até 720 kWh por mês – o suficiente para abastecer energia limpa para até 5 casas de porte médio. O produto possui uma carenagem para abrigar o sistema da microusina que considerou os custos de produção, além de pensar em uma solução de fácil manutenção. A carenagem foi projetada com formas orgânicas inspiradas na natureza, e busca simbolizar características de robustez, tecnologia e durabilidade.
dfbw22_premiados19

Futuros Disruptivos
Bianka Frisoni, Greice Botelho Janaina Tomio, Mirian Terres e Thais Kouketsu – UNIVALLI.

O design tem um papel formativo, educativo e capaz de ajudar a sociedade a ajustar-se a uma nova realidade. Mas ele pode ser compreendido e utilizado por crianças? Futuros Disruptivos é um programa de aprendizagem criativa com uma metodologia baseada no Design Thinking para crianças de 9 a 14 anos que prova que o Design Thinking pode auxiliar a educação, para que se possa aprender algo novo por meio do compartilhamento de experiências e colaboração. O projeto comprova que o design pode não só transformar a forma como lidamos com produtos, serviços e comunicação, mas também com a educação. Os alunos tiveram a experiência de projetar, passando por todas as etapas: escopo do problema, geração de ideias, projeto e construção, avaliação do projeto, prototipagem e comunicação.
dfbw22_premiados18

Formiga
Instituto Senai de Tecnologia em Metalmecânica e Instituto Gerando Falcões

A sustentabilidade das cidades depende também dos profissionais envolvidos com a reciclagem. No entanto, queixas de dores nos membros superiores são comuns daqueles que trabalham com carrinhos de reciclagem – afinal, carregam cerca de 600kg por viagem. Para ajudar esse público a encontrar uma solução mais ergonômica, o projeto Formiga é uma solução de carrinho elétrico para coleta de reciclados que oferece mais qualidade de vida. O projeto pensou também em formas para que tenham melhores condições de guardar pertences pessoais e seus alimentos de forma protegida. Além disso, foi realizado um trabalho para incorporar segurança a esses profissionais ao longo de sua jornada. O projeto envolve diversos atores, incluindo a iniciativa privada, a fim de viabilizar sua implementação.
dfbw22_premiados12

Da sobra industrial à transformação artesanal com design e identidade brasileira
Das Catarinas Brazil

Das Catarinas é uma marca de design artesanal que utiliza como matéria prima principal o excedente das indústrias têxteis do norte do estado de Santa Catarina. A marca busca, por meio do reúso de itens de descarte da indústria têxtil, criar produtos com design e beleza, fazendo bom uso dos recursos naturais ao encontrar novos usos para os resíduos de descarte. As artesãs transformam resíduos em obra prima, criando peças exclusivas que contam seus próprios sonhos e histórias – tudo conciliando técnicas artesanais com o uso de tendências de design. Como resultado, busca-se a expressão da cultura local de uma forma contemporânea e marcante.
dfbw22_premiados13

Desodorante reutilizável US Cosmetics
DDID, US, Fermaplast

Em uma pesquisa de benchmarking, os criadores deste desodorante reutilizável identificaram que a maioria das opções existentes no mercado até então descartavam muito plástico. Pensando nisso, criaram uma solução sustentável e prática para aplicar desodorante sólido no corpo, que conta com um sistema de refil e que reduz o impacto ambiental, ao diminuir o consumo da matéria prima na produção – e também o descarte de plástico no meio ambiente. Seu modo de uso é inovador: diferentemente dos sistemas existentes, que empurram a barra pra cima, a solução conta com uma barra, que usa um dispositivo posicionador para auxiliar na aplicação do produto na axila.
dfbw22_premiados10

Confete

Furf Design Studio e ID Ethnos

Símbolo de alegria e igualdade social, os confetes são coloridos, acessíveis e democráticos – e foi com essa inspiração que a Furf Design Studio criou para a ID Ethnos a primeira capa adaptável e colorida de prótese de perna produzida em massa no mundo. Seu design e inúmeras opções de cores permitem a customização e diferentes combinações, possibilitando que o usuário se expresse por meio do acessório, resgatando a autoestima de pessoas amputadas. A Confete é fabricada em poliuretano, o que a torna econômica, adaptável e durável. Seu baixo custo permite com que ela seja obtida gratuitamente, e que seja disponibilizada pelo SUS e INSS.
dfbw22_premiados9

Composteira HumiBox
Morada da Floresta

Levar os benefícios da compostagem para empresas. Esse é o propósito da HumiBox, uma composteira projetada para transformar restos de alimentos de mercados, cozinhas, refeitórios e restaurantes em adubo. Cada um de seus módulos composta até 15 quilos de resíduos por dia, produz 150 quilos de adubo por mês e reduz até 5 toneladas de carbono-equivalente por ano. Versátil, eficiente e sustentável, é voltada para condomínios, escolas, indústrias, supermercados e grandes empresas. Afinal, em um país em que cerca de 100 mil toneladas de resíduos orgânicos são depositados todos os dias em lixões e aterros, pensar em alternativas mais sustentáveis precisa fazer parte da agenda das empresas. Modular, de fácil instalação e produzida com plástico reciclável, seu diferencial é o sistema de drenagem, captação e retroalimentação automática do adubo líquido, que possibilita sua instalação em qualquer tipo de piso.
dfbw22_premiados7

Cazoolo
Braskem, Innoscience, Studio Marcelo Teixeira e CBA-B+G

Criado com o objetivo de trazer inteligência coletiva para o desenvolvimento sustentável de embalagens, Cazoolo é o primeiro Centro de Desenvolvimento de Embalagens para Economia Circular do Brasil. A ideia é promover melhorias em toda a jornada de embalagens, desde a sua concepção até o pós-consumo, para acelerar o desenvolvimento e ajudar as empresas a alcançar as metas dos compromissos de embalagens assumidos para os próximos anos. Para isso, ele possui espaços de ideação e apresentações, coworking, uma oficina de prototipagem rápida, equipe especializada, ferramentas e metodologias de design. Profissionais e empresas de diversos portes e setores da economia podem colaborar em projetos, apresentando desafios. A partir disso, o próprio ecossistema busca as soluções, em um processo que valoriza a cocriação pelo desenvolvimento sustentável.
dfbw22_premiados5

Carpe Diem de Kaiak – Jornada de Service Design

Natura

Cerca de 8 milhões de toneladas de plástico por ano são despejados nos oceanos. Por isso,  repensar a forma de fazer e consumir produtos é emergencial, e a Natura decidiu começar por um produto ícone em vendas, o Kaiak. Para promover o consumo consciente, apoiar na preservação dos oceanos e gerar renda para comunidades litorâneas, foram criadas soluções a partir da abordagem do design de serviço. A empresa estabeleceu também parcerias com ONGs e cooperativas de coletadores de plástico do litoral brasileiro, fomentando a conversão desse lixo em fonte de renda, e possibilitando a essas pessoas se tornarem fornecedoras de matéria-prima para fabricação de embalagens. Como resultado, foi criada uma embalagem com 20% menos plástico que a versão anterior.
dfbw22_premiados6

Casulo pra rua
Casulo pra rua

Uma solução quentinha, macia e impermeável, feita com materiais duráveis – tudo para minimizar a situação de extrema exclusão que vivem as pessoas em situação de rua. O Casulo é um saco de dormir desenhado para atender as demandas mais urgentes dessa população: o material é isolante térmico, inclui uma camada acolchoada, o tecido é impermeável e de baixa inflamabilidade. Um bolso interno, dentro do travesseiro, permite guardar objetos pessoais. O velcro permite agilidade em fechar e abrir o casulo e também que dois casulos sejam reunidos num casulo de casal. Além disso, a partir de uma cartilha gratuitamente disponibilizada, o casulo pode ser replicado e adaptado, para que a solução seja amplamente acessibilizada.
dfbw22_premiados4

Biocápsulas Sustentáveis
Grupo Ambipar e Aché medicamentos

Uma tecnologia que aproveita cápsulas de colágeno descartadas pela indústria farmacêutica para dar vida a novas árvores. Este é o conceito por trás das Biocápsulas Sustentáveis, que foram produzidas com atributos de economia circular e design thinking, e ainda protegem e nutrem a semente, fazendo com que a taxa de germinação aumente, evitando trabalho adicional de herbicidas e fertilizantes químicos. As embalagens, geralmente utilizadas para preservar um medicamento, recebem sementes de plantas nativas e são distribuídas em larga escala. Além de reutilizar resíduo, as biocápsulas sustentáveis trazem uma maior fertilidade e taxa de germinação ao solo, principalmente em áreas degradadas que sofreram desmatamento, queimada, erosão ou são de difícil acesso.
dfbw22_premiados3

Banco Pangeia Urbano
Pangeia Lab e Na Laje Designs

De perto, é possível ver linhas do processo de impressão 3D do Banco Pangeia, um móvel urbano feito de plástico reciclado. Essa característica é generosamente abraçada por seu design, que é intencionalmente simples, descomplicado e prático, para que possa ser usado pelo maior número de pessoas. O móvel é  monomaterial, produzido 100% a partir de polipropileno reciclado pós-consumo (PCR) e demora cinco horas para ser impresso. Cada unidade representa 15kg de resíduos plásticos reciclados. Além disso, os processos de reciclagem são auxiliados pelo fato de que não é necessário desmontar o móvel. Destaque para o método produtivo em impressão 3D com mínimo de descarte.
dfbw22_premiados1

Água na Caixa®

Um estudo divulgado em 2022 pela Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico  apontou que apenas 9% dos resíduos plásticos do mundo são reciclados. Mas como mudar esse cenário? O primeiro passo é pensar em alternativas ao material – principalmente para os itens mais comuns de nosso cotidiano. Água na Caixa é uma embalagem de água envasada em embalagem cartonada, reutilizável, 88% renovável, 100% reciclável e carbono neutro – e em um design tão bonito que dá dó de jogar no lixo. A ideia une sustentabilidade e design, para tirar a água do espaço de commodity, onde ela sempre esteve, e levá-la para o universo da arte.
dfbw22_premiados14

Embalagem para artesanato do Alto do Moura
2abad Design

Como valorizar a arte popular do Alto do Moura, Caruaru, por meio de uma embalagem que não apenas proteja – mas também agregue valor e seja sustentável?  As embalagens utilizadas até então eram improvisadas, e não valorizavam as típicas peças cenográficas em miniatura do local, que são delicadas e precisam ser embaladas uma a uma. A solução da 2abadDesign é simples, tem custo adequado, dá visualidade ao produto, traz informações sobre cada artesão, funciona como display e utiliza mão de obra local. O projeto, que foi produzido de forma pro bono, visa beneficiar artistas e artesãos do Alto do Moura.
dfbw22_premiados26

Labi Clínica
Labi Exames e RD Saúde (Droga Raia e Drogasil)

Labi Clínica é um hub de serviços de saúde criado com o objetivo de levar saúde de qualidade e com preço acessível para regiões mais afastadas do centro e com maior concentração de pessoas sem plano de saúde. A proposta é um atendimento mais acessível com atendimento presencial de enfermeiros, seguido de atendimento médico online. Disponibiliza exames a custos acessíveis e acompanhamento de condições crônicas, como diabetes, hipertensão, problemas da tireoide, asma e doenças cardiovasculares. A construção do serviço, que contou com a participação de profissionais das áreas de saúde, negócios, design e engenharia, foi pautada por metodologias de design de serviço. O resultado é um serviço phygital – ou seja, que une o cuidado presencial com a facilidade do digital.